mindset

Minhas falsas amizades

Mentir faz mal à saúde, revela estudo de uma equipe de psicólogos da Universidade de Notre Dame, nos Estados Unidos, que realizou por dez semanas um experimento para avaliar os efeitos da honestidade em uma pessoa. Durante esse período, mais de cem indivíduos com idades entre 18 e 71 anos foram testados.

Aquelas que optaram por contar a verdade tiveram benefícios psicológicos e físicos.

Quem mais se prejudica sendo falso é o próprio autor e não quem ele está “tentando” enganar, inventando uma “justificativa”.

Existe mentira boa?

Não! Mentira é mentira. O que você pode fazer, é omitir alguma informação pra não deixar um familiar preocupado, por exemplo. Vamos ver isso mais abaixo.

Hoje em dia a humanidade está mil vezes mais informada por causa da internet. Existem vídeos, aulas, livros que se ensina como detectar mentiras, pois somente um psicopata é capaz de mentir como se fosse verdade.

Para dados estatísticos, a cada 200 pessoas no mundo, uma é psicopata e aparenta ser apenas uma pessoa normal. CUIDADO! Pode ser você e você nem saber.

A pesquisa

No estudo, os pesquisadores instruíram metade das pessoas a omitir verdades, evitar responder perguntas que pudessem acarretar em mentiras e manter segredos. Tudo o que fosse necessário para não cometer deslizes. A outra metade estava absolutamente livre para enganar, e todos eram examinados por polígrafos semanalmente.

Durante o período de estudo, a relação entre mentir menos e ter uma saúde melhor se mostrou significativamente maior nos participantes do grupo “honesto”. Em um exemplo, esses bons samaritanos apresentaram, em média, quatro vezes menos queixas ligadas à saúde mental e três vezes menos reclamações sobre dores físicas.

Os participantes da equipe de honestos conseguiram reduzir o número de mentiras em torno da quinta semana de prática. Esse novo comportamento os ajudou a manter relações próximas mais saudáveis, principalmente porque suas interações sociais se tornaram mais simples do que anteriormente.

Aos instruídos a não mentir, eles contaram depois como fizeram para não cometer gafes. A maioria disse que conseguiu melhorar sua condição simplesmente contando a verdade, sem exagerar, ou explicando sem rodeios por que esteve atrasado ou não conseguiu cumprir tarefas, em vez de inventar desculpas.

Quando a mentira parecia inevitável, outra parte alegou que conseguiu contorná-la com alguns truques. Ao responder uma pergunta complicada, muitos conseguiram fugir delas fazendo outras perguntas, trocando de assunto ou sendo vago e até rindo, como se as questões fossem ridículas demais para serem respondidas.

E você? Mente? Se acostumou a mentir? Que tal se libertar?

Tua saúde física e mental responde sempre com a verdade. Faça um feliz 2019!

Um forte abraço, saúde, paz e bem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s